Polícia ostensiva na Caatinga

Compartilhar com:

A Caatinga, segundo a fonte destacada “é um bioma exclusivamente brasileiro e compreende cerca de 11% do território nacional e 70% da Região Nordeste.” Nela, há grande biodiversidade, com fauna e flora específicas.
A Caatinga brasileira (foto abaixo) é encontrada nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Alagoas, Pernambuco, Sergipe, Bahia e Minas Gerais.

Para melhor compreensão da Caatinga (Do tupi Kaa’tinga, “idem”, de ka’a, “mato” + ‘tinga, “branco”.), lei o “mapa mental” encontrado na fonte destacada acima.

Foto: Brasil Escola

O exercício da polícia ostensiva e preservação da ordem pública naqueles estados, onde se encontra a Caatinga, constitui um dos desafios para aquelas Instituições Militares Estaduais. As ações e operações, na caatinga, podem e desem ser suplementadas, com a moderna tecnologia policia — como é o caso das aeronaves, drones — existente na maioria das IME.

Porém, a despeito dos desafios, as IME com responsabilidades territoriais na caatinga brasileira, desenvolvem esforços, a fim de cumprir os mandamentos legais que lhes competem. Exemplo disso aconteceu na Polícia Militar do Estado de Sergipe (PMSE), onde se vê que no “início da tarde desta quarta-feira, 27, a Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac) formou 20 novos ‘Guerreiros de Caatinga’”. O evento policial militar, da cerimônia de “formatura ocorreu na Fazenda São Luiz, localizada no município de Poço Redondo, Alto Sertão sergipano.”

No destaque da notícia publicada no portal daquela IME, encontra-se que:

Após 10 dias de instruções intensas sobre as Características Operacionais da Área de Caatinga, Primeiros Socorros e Ofidismo, Combate Rural e Patrulhas na Caatinga, Tiro Policial, Orientação e Navegação, Marchas na Caatinga, Técnicas de Sobrevivência, Busca e Salvamento e Operações Ribeirinhas, 20 dos 64 candidatos matriculados resistiram bravamente até o final e conquistaram o brevê dos ‘Guerreiros de Caatinga’. Entre os formandos 15 são policiais militares de Sergipe, dois policiais civis de Sergipe e três policiais militares dos estados de Alagoas, Piauí e Tocantins.

Veja abaixo o rol de fotografias do evento mencionado.

previous arrow
next arrow
Slider

Com as informações das fontes citadas acima

0

Um comentário em “Polícia ostensiva na Caatinga

  1. Carlos Braga
    Carlos Braga Responder

    Um país, com uma exponencial biodiversidade, não pode trabalhar a partir de modelos operacionais de polícia, mas sim a partir de referenciais compatíveis com as respostas institucionais demandas pelas comunidades. Parabéns à PMSE pela produção desse Conhecimento Operacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *