Polícia Militar do Estado de Pernambuco comemora o 192º aniversário

Polícia Militar do Estado de Pernambuco comemora o 192º aniversário

03/07/2017 Comemoração 0
Compartilhar

A Solenidade do 192º aniversário da Polícia Militar do Estado de Pernambuco (PMPE) foi comemorada em grande estilo, no Teatro Guararapes, divulgou o portal da Instituição Militar Estadual.

Leia mais detalhes que marcaram os 192 anos de criação e instalação da (IME), na notícia transcrita a seguir:

Um início de noite com um tempero todo especial, a emoção. Assim foi a solenidade comemorativa dos 192 anos da Polícia Militar de Pernambuco, na noite desta quinta-feira (29/06), no Teatro Guararapes. O orgulho de ser policial militar foi o mote da festa, prestigiada por autoridades civis e militares e gente do povo, num reconhecimento à importância da corporação, criada pelo imperador Dom Pedro I, em 11 de junho de 1825, que por decreto oficializou um Corpo de Polícia, com o objetivo de garantir a tranquilidade e a segurança pública da cidade do Recife.

E os aplausos da plateia que lotou o teatro começaram cedo. Na abertura da solenidade, um vídeo produzido e editado pela 5ª Seção do Estado Maior da PM, responsável pela comunicação da corporação, mostrou casos de policiais que ignoraram limites para fazer mais em defesa da vida. Histórias como a da mãe que recebeu seu filho, sequestrado, de volta a seus braços, pelo simples fato de policiais sentirem “cheiro de crime” no ar em uma carroça, ou outra que viu a filha vir ao mundo em um parto realizado dentro de uma viatura.

Emoção que também se reflete na coragem, no combate. E a determinação do policial militar acabou sendo o ponto alto da noite, com a oficialização da promoção de 18 homens por bravura. Destemor de enfrentar o perigo, em casos como foram o assalto à seguradora Brinks, na Avenida Recife, ou a investida contra bancos na cidade do Cabo de Santo Agostinho, quando encararam o crime de peito aberto e conseguiram a vitória.

Para o governador Paulo Câmara, este foi o principal diferencial da solenidade. “Tive o privilégio nesses meus anos de governo de estar presente nos aniversários da PM, mas agora com este fato especial”, disse, destacando que são gestos como os dos policiais que havia acabado de promover, que reforçam a confiança da população na corporação.

Reconhecendo que a luta contra a violência não é fácil, o governador lembrou que não é apenas a crise econômica que tem paralisado o país que surge como dificultador dessa luta, mas a própria especialização das quadrilhas. “Tudo isso nos desafia. O trabalho é árduo, mas tem foco, caminho. E é esse caminho que vamos seguir sempre”, afirmou, lembrando a importância do Pacto pela Vida, que tanto colocou Pernambuco em destaque e que, com certeza, voltará a fazê-lo.

O secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, que deixou o cargo nesta sexta-feira (30/06) para resolver problemas familiares no Rio de Janeiro, sendo substituído pelo também delegado da Polícia Federal Antônio de Pádua, que comandava a Corregedoria Geral da SDS, aproveitou o discurso para se despedir da corporação mas, também, para enaltecer o trabalho da PM e a importância dela na segurança da sociedade pernambucana. Ele destacou a importância do ex-comandante da PMPE, Carlos D’Albuquerque, e do atual, Vanildo Maranhão, no sucesso de seus projetos à frente da Secretaria, e se mostrou muito feliz por poder participar da solenidade, naquele momento de despedida: “Quis o destino que eu encerrasse minha jornada aqui em Pernambuco nesta solenidade, pela grandeza que é a Polícia Militar e pelo orgulho que ela passa para toda a sociedade”, disse o secretário, também se dirigindo aos mais novos, como os alunos do curso de formação de soldados presentes à solenidade: “Que todos se espelhem naqueles que estão sendo promovidos por bravura, para que todos nós tenhamos sucesso nessa batalha”

Para o coronel Vanildo Maranhão, comandante geral da PMPE, o importante foi destacar o orgulho de comandar uma tropa abnegada, “homens e mulheres empenhados em servir a causa pública”. Lembrando o juramento solene que todo policial faz, ao ingressar na corporação, ele disse que a PM permanece e permanecerá, sempre, fiel à sociedade pernambucana, e que a saga de todo policial é enfrentar o perigo sem trégua, oferecendo o seu bem maior, que é a própria vida, sempre que preciso. Agradecendo o apoio que vem recebendo desde o governador Paulo Câmara à toda a tropa, ele pediu a Deus sabedoria “para consolidar Pernambuco no caminho da paz e da harmonia que toda a sociedade deseja”.

Entre dezenas de autoridades civis e militares na solenidade, foram anotadas, entre tantos nomes, as presenças do desembargador Leopoldo Raposo, presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco; do major brigadeiro do ar Luiz Fernando Aguiar, comandante do II Comando Aéreo Regional; do general de brigada Francisco Montenegro, comandante da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada; de Márcio Stefanni, secretário de Planejamento e Gestão e coordenador do Pacto pela Vida; de Antônio Carlos Figueira, secretário da Casa Civil; do coronel Eduardo Pereira, Chefe da Casa Militar; de dom Henriques Soares, bispo diocesano de Palmares; de Joel da Harpa, deputado estadual; de João Luiz Caetano, secretário executivo de Defesa Social; do delegado federal Antônio de Pádua, então corregedor geral da SDS, empossado secretário nesta sexta (30/06); do coronel Manoel Cunha, comandante geral do Corpo de Bombeiros; do coronel André Cavalcanti, subcomandante geral da PMPE; do delegado Charles Gutierrez, subchefe da Polícia Civil,; do perito João César, gerente geral em exercício da Polícia Científica; e do coronel Carlos D’Albuquerque, ex-comandante geral da PMPE.

Fonte: PMPE.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *