Passagem do Comando-Geral da Polícia Militar de Minas Gerais

passagem-do-comando-geral
Compartilhar com:

Na manhã da última quinta-feira (17), a Academia da Polícia Militar (APM) do Prado Mineiro foi sede de um dos mais importantes eventos da Instituição Militar Estadual (IME): a passagem dos cargos de comandante-geral e de subcomandante-geral. A cerimônia policial-militar, muito prestigiada pelas autoridades e convidados, transcorreu em dois momentos distintos. No primeiro, a inauguração dos retratos. No outro, as passagens dos respectivos cargos.

Autoridades e convidados presentes

Na solenidade, compareceram, além de Romeu Zema — Governador de Minas Gerais, as seguintes autoridades:

Do Judiciário Mineiro

  • Desembargador Nelson Missias de Morais – Presidente do TJMG;
  • Coronel James Ferreira Santos – Presidente do Tribunal de Justiça Militar de MG (TJMMG);
  • Coronel Rúblio Paulino Coelho e Juiz Vice-Presidente do TJMMG ;
  • Coronel Sócrates Edgar dos Anjos e Juiz do TJMMG;

Do Legislativo

  • Weliton Prado – Deputado Federal;
  • Cel Sandro Lúcio Fonseca – Deputado Estadual;
  • Cel Carlos Henrique Coelho de Campos – Deputado Estadual.

Do Executivo:

Federal:

  • Brigadeiro-do-Ar Mário Sérgio Rodrigues da Costa – Comandante do Centro Instrução e Adaptação da Aeronáutica;
  • Capitão-de-Mar-e-Guerra Nicácio Sátiro de Araújo – Capitão dos Portos de Minas Gerais;
  • Gen Henrique Matias Nolasco Sobrinho – Comandante da 4ª RPM do Exército;
  • Delegado Paulo Henrique Barbosa – Superintendente Regional em Exercício da Polícia Federal em MG.

Estadual:

  • Paulo Brant – Vice-Governador do Estado;
  • Antônio Sérgio Tonet – Procurador-Geral de Justiça de MG;
  • Gen Mauro Lúcio Alves de Araújo – Secretário de Estado de Segurança Pública e Administração Prisional;
  • Cel Edgard Estevo da Silva – Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros de MG;
  • Delegado Wágner Pinto de Souza – Chefe da Polícia Civil de MG;
  • Gério Patrocínio Soares – Defensor Público Geral de MG

Municipal

  • Alexandre Kalil – Prefeito de Belo Horizonte.

Convidados:

Procuradores, ex-comandantes-gerais; ex-subcomandantes-gerais; coronéis comandantes e diretores; coronéis da reserva e reformados; oficiais da ativa, reserva e reformados; praças da ativa, reserva e reformados; familiares dos comandantes substitutos e substituídos e outros

Inauguração dos retratos

Entrega de flores da esposa do Coronel Giovanne à esposa do coronel Helbert, na presen;a da filha desse casal.

Realizada no salão nobre da APM, a cerimônia policial-militar registrou a inauguração do retrato do coronel Helbert Figueiró de Lourdes, na Galeria de retratos dos ex- comandantes-gerais, e, do coronel André Agostinho Leão de Oliveira, na Galeria dos ex- subcomandantes-gerais da IME.

Ainda, naquele evento cerimonioso, houve um de homenagem, às esposas dos comandantes substituídos, pelas esposas dos comandantes substitutos, coronéis Giovanne e Marcelo.

Cerimônia policial-militar de passagem do comando-geral

Transmissão do cargo de comandante-geral

A formalidade policial-militar de passagem de comando,
presidida por Romeu Zema — governador do Estado, foi desenvolvida nos termos do Regulamento de Continências, Honras, Sinais de Respeito e Cerimonial Militar das Forças Armadas (RCont). Iniciou-se com a leitura dos atos oficiais de “nomeação” do coronel Giovanne Gomes da Silva e “exoneração do coronel Helbert Figueiró de Lourdes do cargo de comandante-geral da PMMG. Seguiu-se a “transmissão do cargo”, sob a presidência de Romeu Zema, governador do Estado. Nesse momento, na presença da Bandeira do Brasil e de todos os presentes, o coronel Helbert disse: “entrego o comando da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais ao coronel Giovanne Gomes da Silva”. Na sequência, o coronel Giovanne declarou, publicamente: “Assumo o comando”.  

Coronel Helbert, comandante sustituído, sua esposa – Ten Cel Fátima e filhos.

Na sua despedida do serviço, o coronel Helbert Figueiró fez um pronunciamento relatando ações de seu comando, no últimos dois anos. Destacou quedas de indicadores da violência e criminalidade violentas, dentre outras ações, nos diversos sistemas da IME, ressaltando:

Apesar de toda dificuldade nesses dois anos de comando, saímos com a sensação de que tivemos êxito. Todas as conquistas alcançadas resultaram em um trabalho harmonioso do alto-comando da corporação, com o qual definimos estratégias, e que foram fielmente cumpridas por esses brilhantes militares que nós temos. Espero que a tropa continue com o espírito republicano, com a postura focada no interesse público e que continue trabalhando para a sociedade. Desejo aos policiais militares muitas felicidades. Estarei agora na reserva altiva torcendo por todos. Ao Governador Romeu Zema, afirmo que a Polícia Militar será, diante de todas as dificuldades, um sustentáculo para a governabilidade do Estado.
Muito obrigado!


Coronel Giovanne Gomes da Silva, comandante-Geral da PMMG, durante o discurso de posse, no pátio da APM.

No discurso de posse, após assumir o comando-geral da PMMG, o coronel Giovanne Gomes da Silva, evidenciou a distinção do governador e do secretário da segurança pública, agradecendo-lhes a confiança depositada para o exercício da nova função. Depois cumprimentou cada uma das autoridades destacadas anteriormente, reafirmando o compromisso de continuar as parcerias integrativas e indispensáveis  à IME ao cumprimento das atividades de polícia ostensiva e preservação da ordem pública.

O coronel Giovanne indicou o caminho das ações de comando, na nova gestão estratégica da PMMG, a fim de buscar a excelência dos serviços policiais militares a serem prestados aos cidadãos e às comunidades mineiras. Aa ações destacadas, firmadas em três pilares, foram sintetizadas na(o):

  • cumprimento dos protocolos consolidados nas doutrinas nacionais e internacionais de proteção pública;
  • otimização e inovação tecnológica dos recursos logísticos indispensáveis à execução das atividades de proteção pública;
  • treinamento continuado dos profissionais da IME, motivando-os ao aperfeiçoamento para a execução das atividades técnicos e táticas.

Realçou a disponibilidade do potencial humano de se empenhar nas atividades atribuídas à PMMG, afirmando não ser incomum jornadas semanais superiores a 45 horas

Posteriormente, o novo comandante-geral concitou a todos os integrantes da PMMG, que atuam nos 853 municípios mineiros, para somar os esforços dispendidos no dia a dia, o que garantirá a legitimidade e perenidade da Corporação perante a sociedade. E destacou:

Estou ciente dos desafios que estão por vir, principalmente diante das dificuldades enfrentadas pelo estado de Minas Gerais. Sabemos que a sociedade mineira espera de nós a prestação de um serviço de qualidade, com dedicação e com amor, sobretudo por exercermos nosso ofício justamente numa área tão essencial: a segurança pública. Este comando vai manter a qualidade deste serviço alinhado com toda tropa porque, juntos, somos muito mais fortes.

No encerramento do seu discurso, o o coronel Giovanne emocionou-se e sensibilizou a todos , contando a difícil, inesquecívil e honrosa carreira de uma notável policial militar: o próprio pai. À ele, o comandante-geral prestou uma continência!

Transmissão do cargo de subcomandante-geral

Coronéis André Leão e Marcelo Fernandes, no momento da transmissão do cargo de subcomandante-geral da PMMG.

Outro momento significativo foi marcado com a transmissão de cargo de SubComandante Geral da PMMG. Para substituir o Coronel Andre Leão, foi escolhido o Coronel Marcelo Fernandes que era o comandante da Primeira Região de Polícia Militar (1 RPM).

Mensagem do Governador Romeu Zema e desfile de encerramento

Na ocasião da citada cerimônia, antes do desfile de encerramento da cerimônia policial-militar, o governador Romeu Zema foi convidado a falar e disse:

É um grande prazer participar desta cerimônia. A Polícia Militar de Minas é uma Instituição disciplinada, honrada e respeitada. Como Governador, deixo claro meu compromisso de fazer o melhor pela Instituição. Tenho dialogado muito com o Coronel Giovanne e todos podem ter certeza que, tanto os Oficiais quanto a tropa, estão bem representados”.

Romeu Zema lembrou, também, a dificuldade econômica e financeira do Estado de Minas Gerais e que, a exemplo dos quinze dias de governo, tudo tudo tem sido feito na busca de soluções para os problemas encontrados.

A cerimônia policial-militar foi encerrada com um deslife da tropa representativa da PMMG em continência ao comandante-geral, coronel Giovanne Gomes da Silva, e autoridades presentes.

previous arrow
next arrow
Slider

Com as informações da PMMG e da AOPMBM

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *