Lição de liderança que fortalece “o moral da tropa”

Lição de liderança que fortalece “o moral da tropa”

24/03/2018 Liderança 0
Compartilhar

“Napoleão era adorado também porque parava para falar com os seus soldados, recordando batalhas em que tinham combatido juntos e, quando tinham praticado um ato de valor, e promovia-os no próprio campo.
Francesco Albertoni
“A Arte de Comandar”

Há um vídeo, na TV PMERJ, mostrando um dos gestos que mais fortalece “o moral da tropa”.

Mas, o que é “moral da tropa”?

No dicionário Aulete, encontram-se as explicações dos verbetes moral e tropa. Nelas, destaca-se que o moral — substantivo masculino — é o “conjunto dos valores morais de cada um: Era dono de um moral inabalável”, ou o “Estado de espírito; ânimo: Essa notícia levantou o meu moral”.

A expressão “moral da tropa”, nas lições aprendidas da História, está associada à “moral da guerra”. Os ensinamentos das ações bem-sucedidas dos “grandes generais Aníbal, Alexandre, César, Napoleão”. Todos, segundo Albertoni, valorizavam o “moral da tropa”, praticando a desafiadora arte da liderança, inclusive, quando elogiar, recompensar e punir.

O “moral da tropa” é mais uma das expressões recepcionadas pela moderna Ciência da Gestão Organizacional. Pois, se há pessoas associadas a um objetivo qualquer, têm-se a organização. E as pessoas valorizam a organização, inclusive, adverte Albertoni, “as empresas não são feitas apenas de paredes, máquinas e balanças, mas de homens, de projetos, de sonhos”.

O professor Vicente Falconi ensina que o moral é um ponto médio entre a satisfação e a insatisfação. Invariavelmente, nas lições de Falconi, há uma tendência de as pessoas sentir-se insatisfeitas. E, a satisfação ocorre, em variadas conquistas pessoais e profissionais, em momentos de duração limitada. Daí, a necessidade de buscar o equilíbrio, que é o “moral”, o ânimo indispensável à realização das pessoas.

Veja o vídeo abaixo que mostra o coronel Laviano, comandante-geral da PMERJ, em meio à guerra urbana, de uma das maiores cidades brasileiras, exercitando o “comando certo”, na expressão cunhada por Albertoni, no relacionamento cotidiano, visando fortalecer o moral de tropa.

 

Com as informações da TV PMERJ e fontes destacadas

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *