I Colóquio Discutindo o Acervo da Polícia Militar da Bahia

Na programação da I Semana Nacional de Arquivos, promovida pelo Arquivo Nacional, realizou-se o I Colóquio Discutindo o Acervo da Polícia Militar da Bahia.

Sobre esse importante evento, leia mais informações, na notícia publicada no portal da PMBA que foi transcrita a seguir:

Aconteceu na manhã desta quinta-feira (8), no Quartel dos Aflitos, o I Colóquio Discutindo o Acervo da Polícia Militar da Bahia. O evento foi organizado pelo coordenador de Documentação e Memória do Subcomando Geral da PM, major Raimundo Marins, e está inserido na programação da I Semana Nacional de Arquivos, promovida pelo Arquivo Nacional.
O I Colóquio Discutindo o Acervo da Polícia Militar da Bahia propõe-se a oferecer um extrato aos públicos interno e externo das pesquisas baseadas no acervo histórico, conhecer a experiência dos profissionais nelas envolvidos e fomentar o interesse da comunidade em geral pela ciência concentrada na documentação.

O evento contou com a presença do comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, alunos de mestrado e professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) que ministraram palestras resultantes de pesquisas do acervo histórico da PM e tiveram como temas “Aspectos do Processo de Restauração dos Livros Históricos da PMBA”, “A Trajetória da Banda de Música Maestro Wanderley através de seus Arquivos Históricos” e “Acervos Históricos: para que preservar?”.

Para o coronel Anselmo Brandão são de grande importância a conservação e difusão dos acervos da Polícia Militar. “Quero agradecer ao major Marins pelo excelente trabalho desenvolvido para a preservação da nossa memória e pelo estudo da história do Quartel e consequentemente da história da Bahia”, declarou o comandante.

A aluna Iramaia Ferreira, do curso de Letras da UFBA, considerou o evento muito produtivo. “Foi muito significativo e importante para nós estudantes e para a memória da sociedade baiana”, afirmou. E para encerrar o evento o major Marins ressaltou o objetivo dessa iniciativa. “A Polícia Militar da Bahia abriu seus arquivos para o conhecimento da história da sociedade. Esta é a materialização do sonho de abrir as portas do Quartel para que todos tenham acesso às suas memórias”, finalizou o major.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *