Alemão do movimento “cidadãos do Reich” foi julgado no tribunal de Nuremberg por ter matado um policial e ferido outros três na Baviera

Alemão do movimento “cidadãos do Reich” foi julgado no tribunal de Nuremberg por ter matado um policial e ferido outros três na Baviera

29/08/2017 Internacionais 0
Compartilhar

A Rádio França Internacional (RFI) divulgou que Wolfgang Plan, de 49 anos, compareceu nesta terça-feira (29) a um tribunal de Nuremberg (sul), acusado de “ter matado um policial na Baviera em outubro de 2016” e de ter ferido outros três, além “de pertencer aos ‘cidadãos do Reich'”.

Nas declarações prestadas, o alemão disse que “foi surpreendido pela chegada das forças de segurança e não sabia que se tratava de policiais quando atirou contra eles, causando a morte a um dos agentes e ferindo outros três.”

Wolfgang “mantinha ilegalmente em sua casa”, sem justificativas aparentes, “várias armas, cerca de 30”, além da possibilidade de “estar vinculado, segundo a acusação, ao estilo dos ‘cidadãos do Reich’, chamados ‘Reichsbürger'”. Trata-se de um movimento, segundo a RFI “que agrupa todos os que rejeitam se submeter às leis alemãs. Muitos deles se negam a pagar impostos e multas e criam seus próprios documentos de identidade.” O movimento não tem “organização clara,[…] inclui dezenas de pequenos grupos, assim como militantes isolados que costumam ter convicções políticas neonazistas.”

O alemão écusado, naquele juízo, de “assassinato com circunstâncias agravantes, tentativas de assassinato e feridas corporais graves”, podendo ser condenado à “prisão perpétua, o que significa, na prática, 15 anos de prisão antes de poder pedir a liberdade condicional.”

Fonte: RFI.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *