Militares da Guarda Nacional Republicana atuaram na “segunda fase da operação ‘Campo Seguro'”

Militares da Guarda Nacional Republicana atuaram na “segunda fase da operação ‘Campo Seguro'”

09/02/2018 Polícia ostensiva no contexto da Segurança Pública 0

No portal da Guarda Nacional Republicana (GNR), uma postagem informa os resultados da “segunda fase da operação ‘Campo Seguro'”, realizada pelos militares “entre os dias 23 de outubro de 2017 até 31 de janeiro de 2018, em todo o território nacional”.

Na destacada operação, houve “intensificação do patrulhamento em áreas florestais e explorações agrícolas, com o objetivo de prevenir a criminalidade em geral e os furtos de azeitona, castanha e metais não preciosos em particular, prestando especial atenção a possíveis situações de tráfico de seres humanos.”

Leia mais informações e conheça os resultados divulgados, na postagem do portal da GNR, e transcritos a seguir:

[…]
Durante a operação foram registrados 81 crimes, efetuadas 50 detenções e identificados 285 indivíduos, sendo ainda elaborados 222 autos de contraordenação.

Dos ilícitos, a maior incidência foi o furto de azeitona, tendo sido recuperadas cerca de 8,5 toneladas deste fruto, destacando-se ainda a apreensão de 1,5 toneladas de cortiça e cerca de 770 quilos de pinhas, também alvo de furto.

Este reforço de patrulhamento contempla o empenhamento de diversas valências da GNR, designadamente dos Comandos Territoriais, do Serviço da Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), da Investigação Criminal e das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, prevenindo e reprimindo a criminalidade, o que contribui para o aumento do sentimento de segurança, proximidade e de confiança, dos agricultores e proprietários de explorações agrícolas

Com as informações da GNR

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *