Policiais militares espírito-santenses participaram da Aula Inaugural do 5º Curso de Negociação de Crises com Reféns Localizados

Policiais militares espírito-santenses participaram da Aula Inaugural do 5º Curso de Negociação de Crises com Reféns Localizados

21/11/2017 Educação Profissional 0

 

Uma postagem do portal da Polícia Militar do Estado do Espírito Santo (PMES) comunica que, na última segunda-feira (20), foi realizada a aula inaugural do “5º Curso de Negociação de Crises com Reféns Localizados”.

A aula inaugural desenvolveu-se nas instalações do “auditório do Hospital da Polícia Militar” e foi “ministrada pelo capitão José Antônio Lopes Cardoso”, que discorreu sobre o “Histórico da Negociação de Crise com Reféns no Espírito Santo”.

Leia mais informações, sobre a realização do curso, no post publicado, no ortal da PMES, e transrito a seguir:

[…]
O momento inicial do curso foi prestigiado pelo comandante do CPOE, coronel Antônio Marcos de Souza Reis, e pelo coronel Reinaldo Brezinski Nunes, que atualmente responde pela Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa, além de outros oficiais e praças.

Na abertura, o capitão Cardoso apresentou o cenário histórico da negociação de crise com reféns no estado do Espírito Santo. O capitão foi o coordenador do primeiro curso de Negociação de Crises com Reféns ministrado pela PMES.

Iniciaram a formação 22 militares, sendo 21 pertencentes à Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp) e um do Comando de Polícia Ostensiva Metropolitano. O 5º Curso de Negociação de Crises conta também com a participação de um agente da Polícia Rodoviária Federal e um oficial da Polícia Militar de Minas Gerais.

O curso será ministrado nas dependências da Cimesp e em locais externos que foram definidos pela coordenação do curso. A previsão de término é para o dia 22 de dezembro, contemplando cerca de 290 horas/aulas. A coordenação do curso é do capitão Marcos Eduardo da Silva Teixeira.

“A negociação é uma das alternativas do gerenciamento de crise e capacitar os policiais para atender essas ocorrências complexas é um retorno positivo para a sociedade capixaba”, destacou o capitão Marcos Eduardo da Silva Teixeira.

 

Fonte: PMES.

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *