Em Goiás, policiais militares ambientais desenvolveram ações de polícia ambiental, no último final de semana

No último final de semana, os profissionais de polícia ostensiva e preservação da ordem pública da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) desenvolveram diversas ações de proteção ao meio ambiente.

Nas ações e operações programadas, em conjunto com os órgãos estadual e municipal do meio ambiente, coibiram degradação ambiental, apreenderam materiais de uso proibido, pescado ilegal, pássaros e expediram 4 autos de infração totalizando “o valor de R$ 576.000,00 (quinhentos e setenta e seis mil reais).”

Leia mais sobre o assunto, na notícia publicada no portal da PMGO e transcrita a seguir:

Em cumprimento à Ordem de Operação N° 114/2017 – Operação Rio Dos Bois – Dias 09 a 11/06/2017, as equipes de policiamento ambiental terrestre e náutica, com base no artigo 23 da Lei Estadual n° 15.894/2006 (os acampamentos e ranchos de pesca às margens dos rios e lagos ficam sujeitos à ação fiscalizadora), durante fiscalização aos ranchos localizados às margens do Rio Dos Bois e seus afluentes, apreenderam os seguintes materiais:
• 03 (três) armas de fogo;
• 31 (trinta e uma) munições intactas de calibres .12; .32 e .38;
• 22 (vinte e dois) cartuchos deflagrados;
• 08 kg (oito quilos) de pescados (espécies de peixes: pintado, bagre africano, curimba, papa terra, piau e piapara);
• 08 (oito) espinhéis;
• 02 (duas) tarrafas e
• 21 (vinte e uma) redes de pesca;
 
Foi realizada também uma operação conjunta com os fiscais da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Cidades – SECIMA na região do município de Rio Verde, para coibir a criação irregular de pássaros silvestres e averiguação das licenças de criação de passeriformes, sendo apreendidos:
• 24 (vinte e quatro) gaiolas comuns e voadeiras e
• 50 (cinquenta) pássaros de diversas espécies (bicudo, curió, sábia e outros).
 
Os fiscais da SECIMA confeccionaram 04 (quatro) autos de infração, que totalizou o valor de R$ 576.000,00 (quinhentos e setenta e seis mil reais). Foram recolhidos pássaros e gaiolas que estavam em desacordo com as normas vigentes e estes foram conduzidos ao órgão competente para providenciar a catalogação adequada. Assim sendo, foram obtidos os seguintes resultados:
• 40 (quarenta) pessoas abordadas;
• 14 (quatorze) veículos abordados;
• 18 (dezoito) propriedades visitadas (ranchos, fazendas, chácaras, sítios e instalações diversas);
• 08 (oito) embarcações abordadas;
• 02 (dois) detidos e
• 02 (dois) flagrantes.
 
PMGO: Você pode confiar!

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*