Operação PROPHETAN da PM e MP mineiros.

Na Operação PROPHETAM, realizada na última quarta-feira (22), a Polícia Militar e o Ministério Público de Minas Gerais desarticularam uma quadrilha, envolvida com “roubo, receptação, comércio de imagens sacras e exploração sexual de menores”.

Foram apreendidas diversas imagens, na operação “desencadeada simultaneamente nas cidades de Oratórios, Belo Horizonte, Matipó e Rio Casca”.

Durante dois meses, aproximadamente, integrantes dos Ministério Público Mineiro investigaram, segundo “denúncias de populares da cidade de Oratórios”, por que o pároco do município “estaria pedindo muito dinheiro para os fiéis e” estes não perceberam nenhuma benfeitoria realizada na igreja.

Foram coletadas “provas de que o pároco estaria envolvido em uma rede criminosa de roubo, receptação e comercialização de imagens sacras e também estaria cometendo crime de pedofilia na cidade”.

Nas diligências policiais autorizadas pela justiça, foram presos, em consequência de “prisão preventiva decretada” e segundo o Portal Caparaó:

O Padre Paulo César Salgado, da Paróquia de São José e Vladimir Gomes Magalhães, que é secretário do Pároco, em Oratórios; Sebastião Moreira de Souza, zelador da igreja católica em Matipó, e o advogado Vinícius Cezar Gomes Brandão, em Rio Casca.

e “apreendidos materiais [‘de pedofilia encontrados com o pároco’] e imagens que serão analisadas para saber quais são as origens e certa quantia em dinheiro.

Fonte: PMMG

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*