Produtividade dos policiais militares brasilienses é destacada no contexto da segurança pública do Distrito Federal

Na tarde da última quinta-feira (1º), os órgãos da “Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal” divulgaram à imprensa “o balanço dos dados estatísticos do mês de janeiro de 2018.”

Na apresentação da produtividade dos profissionais brasi de polícia ostensiva e preservação da ordem pública, o “Comandante-geral, coronel Nunes,” da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), destacou “resultados extremamente positivos em quase todos os tipos criminais abordados como Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) e Contra o Patrimônio (CP).”

Leia mais informações, no post publicado, no portal da PMDF, e transcrito em seguida:

A PMDF e o empenho dos policiais militares são os grandes responsáveis por essa redução. Na contramão dos indicadores de outros Estados brasileiros, o Distrito Federal apresentou redução significativa no crime de homicídio, foram 32 casos, o que significa queda de 22% em relação a janeiro de 2017, quando ocorreram 41 crimes contra a vida. De acordo com o secretário de segurança, Edval Novaes, “é a menor quantidade de ocorrências desse crime em toda série histórica de janeiro, desde o início da compilação dos dados estatísticos, no ano de 2000”. Segundo o secretário, é uma diminuição de mais de 50% se comparado ao ano de 2014. Com relação ao crime de latrocínio, outro dado extremamente positivo é que não houve nenhuma ocorrência de roubo seguido de morte, contra quatro casos em janeiro de 2017. Neste janeiro, houve apenas uma ocorrência de lesão corporal seguida de morte contra nenhuma em janeiro do ano passado, totalizando 45 ocorrências em 2017 e 33 neste ano de 2018, uma redução de 26,7% somando todos os Crimes Violentos Letais e Intencionais.

Nos crimes contra o patrimônio, a redução permanece. Saldo positivo em quase todas as modalidades de crime, em alguns casos inclusive, queda bastante significativa como nas ocorrências do roubo em residência a qual reduziu em 46,5%. Em janeiro deste ano, houve 46 ocorrências contra 85 no ano passado. Outra redução significativa foi no crime de roubo a transporte coletivo, onde os dados apontaram 131 casos em janeiro deste ano contra 232 no ano anterior, queda de 43,5%.

A atuação estratégica da PMDF por meio de ações coordenadas com o serviço de inteligência, manchas criminais, operações de diversas unidades da corporação colaboraram definitivamente para os resultados positivos das taxa apresentadas hoje na Secretaria de Segurança Pública. A produtividade de janeiro de 2018 da PMDF apontou 130.189 ligações atendidas pelo 190, sendo 32.704 ocorrências atendidas. Foram 171 armas apreendidas, ou seja, uma média de 5,51 armas retiradas das ruas por dia, de acordo o Comandante-geral da PMDF, coronel Nunes, o fato resulta diretamente na redução da criminalidade. Ocorreu 2.248 pessoas detidas e 1.005 suspeitos presos no DF. Segundo o coronel Nunes, foram apreendidos 227 kg de drogas, somando mais 1 kg de maconha no Setor de Mansões do Lago Norte, 115 kg de maconha na DF 290, 13 kg de cocaína e 3 kg de crack em Ceilândia, “Apenas neste curto espaço foram 132 kg de drogas apreendidas, totalizando 359 kg”.

Um dos focos do trabalho da PMDF é a recuperação de veículos, que neste mês somaram 373 carros devolvidos aos seus respectivos donos. O policiamento de trânsito também realizou um trabalho intenso salvando vidas e reduzindo o número de mortes e acidentes graves nas vias e rodovias do DF, somando 1.322 autuações por alcoolemia, ou seja, uma média de 42 pessoas notificadas por dia, número ainda alarmante quando se trata de vidas. Outro crime que o Comando de Policiamento de Trânsito da PMDF vem enfrentado é o transporte pirata que culmina em outros crimes, foram 139 autuações.

Com as informações da PMDF

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*