Policiais militares mineiros enlutados com perda de mais um colega de trabalho

 

Na madrugada desta terça-feira, dia 05 de dezembro de 2017, registraram-se mais dois episódios cruentos para os profissionais mineiros de polícia ostensiva e preservação da ordem Pública, relembrado o que ocorrido em Santa Margarida, cujos criminosos foram presos, julgados e condenados.

O primeiro ocorreu no município de Pompéu, na Mesorregião Central Mineira, e, o segundo, no Distrito de Morro dos Ferros do município de Oliveira, na Mesorregião Oeste de Minas. De ambos, os resultados são desfavoráveis, em consequências de mortos e feridos e pessoas e comunidades com sensação de insegurança.

Primeiro episódio:

Há informações de que que 15 indivíduos, em quatro veículos (de quatro rodas) e mais um ( de duas rodas), aterrorizaram a comunidade pompeana, após agredir, com tiros de fuzis, o aquartelamento da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), e balearam dois policiais militares, que estavam de serviço, e mais um cidadão.

Das ações covardes e cruéis dos inescrupulosos homicidas, foram assassinados o cabo Osias Alves de Barros (33), com um tiro mortal na cabeça, e mais um cidadão pompeuano, além do cabo PM Lucas Reis Rosa (27), que ficou gravemente ferido, em consequência de 2 disparos de arma de fogo, sendo um nas costas e um outro na virilha.

Após o nefasto acontecimento, deflagram-se operações, por meio dos esforços humanos e meios materiais disponíveis da PMMG, sob os comandos dos titulares da Diretoria de Apoio Operacional — Coronel Dias — e da Segunda Região de Polícia Militar — Coronel Alves, com o objetivo de assegurar tranquilidade aos cidadãos e comunidades daquela região, visando ainda a prisão dos meliantes.

No áudio, há entrevistas, ao Repórter Eduardo Costa, do Comandante-geral da PMMG e do Presidente da Associação dos oficiais policiais militares e bombeiros militares de MG.

Ainda nesta data, o comandante-Geral da PMMG, determinou a publicação da seguinte “NOTA DE CONDOLÊNCIAS DO COMANDO-GERAL”

Prezados policias militares,

Com imenso pesar, comunicamos o falecimento do Cb PM Osias Alves de Barros, ocorrido esta madrugada, no município de Pompéu (7ª RPM), em decorrência da ação de marginais que adentraram a cidade para explodir caixa eletrônico.

Da ação, ocorrida por volta das 2h30, também resultou um policial militar gravemente ferido, o Cb PM Lucas Reis Rosa, pertencente àquela Fração PM, que foi baleado e se encontra internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Ainda esta madrugada, por volta das 2h15, em ação semelhante, marginais explodiram um caixa eletrônico em Morro dos Ferros, distrito de Oliveira (área do 8º BPM), alvejando, no peito, o Cb PM Leonel Richs de Aquino. O militar foi socorrido ao hospital da cidade de Oliveira, onde permanece internado e não corre risco.

A Polícia Militar está realizando operações nas regiões onde ocorreram esses fatos e nos limites estaduais. Aeronaves e tropas do CPE (Batalhão ROTAM e BOPE) foram deslocadas para o interior do estado, com o objetivo de dar resposta forte e à altura contra esses marginais. Consternados, externamos à família do Cb Osias nossos profundos sentimentos. A Instituição prestará todo o apoio necessário para minimizar a dor neste momento de dificuldade. Também estamos oferecendo todo o suporte ao Cb Lucas e ao Cb Leonel Richs, para que se restabeleçam o mais rapidamente possível e possam retornar ao convívio familiar.

Estamos enlutados, pesarosos com os acontecimentos das últimas 24h, mas esse sentimento de tristeza deve servir para alimentar nossas forças e partirmos com “sangue no olho” contra esses criminosos. Que Deus conforte os familiares do Cb Osias. Nós, policiais militares mineiros, faremos o que for preciso para que a justiça seja feita e os responsáveis respondam pela covardia dos crimes perpetrados contra nossos irmãos de farda.

(a) Helbert Figueiró de Lourdes, Coronel PM
Comandante-Geral

NOTA DE CONDOLÊNCIAS DO COMANDO-GERAL

No MGTV 2ª Edição, divulgou-se o seguinte vídeo.

Segundo episódio:

Criminosos explodiram caixas eletrônicos e balearam um militar que estava de folga em Morro do ferro (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Criminosos explodiram caixas eletrônicos e balearam um militar que estava de folga em Morro do ferro (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Em Morro dos Ferros, distrito de Oliveira, houve uma tentativa de roubo, quando indivíduos agrediram com explosivos os caixas eletrônicos de um estabelecimento bancário. Policiais militares de Oliveira, inclusive, uma equipe de polícia ostensiva de trânsito rodoviário, deslocaram-se àquela localidade.

Posteriormente, soube-se que o cabo PM Leonel Richs de Aquino foi agredido a tiros, na sua residência, por indivíduos desconhecidos. Seguiu-se, também, uma solicitação de socorro, via whatsapp, pois o policial militar havia sido ferido com um tiro no peito. Um post do portal G1 divulgou um audio, onde o policial militar teria dito:

“Troca de tiro aqui cara, tomei um tiro no peito, aí. Pede apoio. Tomei um tiro no peito aqui cara. Parceiro tiro no peito, parceiro, dá apoio urso urso, tô morrendo, tô morrendo, da apoio urso urso aqui”

Socorrido pelos colegas de farda, o cabo Aquino foi conduzido ao Hospital São Judas Tadeu, onde permanecia, em situação estável, mas seria transferido para Belo Horizonte.

Semelhantemente, deflagram-se, naquela região, ações policiais militares, em rastreamento, visando a prisão dos agressores do cabo e do estabelecimento bancário.

Os episódios foram assim divulgados pela CBN:

Fonte: PMMG; Portal G1 Centro-Oeste-MG; CBN e MGTV 2ª Edição.

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*