Policias militares fluminenses continuam com a operação na Comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro-RJ

 

Na Comunidade da Rocinha, no município do Rio de Janeiro, os policiais militares continuam atuando na operação policial militar iniciada em 18 de setembro deste ano.

Divulgações anteriores informa que a operação deflagrada objetiva a “restabelecer a rotina dos moradores e prender os criminosos envolvidos na disputa do tráfico de drogas local” e os esforços operacionais são os existentes na “UPP Rocinha”, no “23ºBPM (Leblon)”, “Batalhão de Operações Policiais Especiais”, “Batalhão de Polícia de Choque”, Batalhão de Ações com Cães”, Grupamento Aeromóvel, “Batalhão de Polícia Rodoviária”, “Batalhão de Policiamento em Vias Expressas” e “Grupamento Especial de Policiamento em Estádios”.

Leia mais informações no post publicado, no portal da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e parcialmente transcrito em seguida:

CONFRONTO E APREENSÃO DE FUZIL
[…]

Na manhã deste domingo, 12/11, policiais do BPChq foram atacados por criminosos quando patrulhavam a localidade conhecida como Macega, na Rocinha. Houve confronto e outras equipes foram em apoio. Na ação um criminoso que portava um fuzil AK-47 morreu. Os policiais militares preservaram o local para perícia da Delegacia de Homicídios (DH-Capital) que foi acionada. Equipes do BPChq realizam buscas aos outros criminosos que participaram da ação.

SALDO TOTAL

Saldo operacional da atuação da Polícia Militar desde o dia 18/09 até as 19h deste domingo, 12/11:
• 59 presos
• 10 menores apreendidos
• 19 criminosos mortos
• 22 fuzis
• 03 submetralhadoras
• 06 espingardas calibre 12
• 38 pistolas
• 04 simulacros de fuzis
• 03 simulacros de pistola
• 43 granadas/ artefatos explosivos
• Mais de duas toneladas de drogas

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES (desde o início das ações):
• 02 policiais feridos
• 01 mulher morta (turista espanhola)
• 07 moradores feridos

 

Fonte: PMERJ.

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*