Polícia Militar de Alagoas Realizou Aula Inaugural do II Curso de Operações Especiais

A Polícia Militar do Estado de Alagoas (PMAL) publicou notícia sobre a realização da Aula Inaugural do II Curso de Operações Especiais, realizada na manhã desta sexta-feira (16).

O curso funcionará, nos próximos 4 meses, com 45 alunos, com a participação dos profissionais de polícia ostensiva e preservação da ordem pública da PMAL e das polícias militares “dos estados de Alagoas, Acre, Amazonas, Sergipe, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins, como também três policiais rodoviários federais.”

Leia mais informações na notícia transcrita a seguir:

A Polícia Militar de Alagoas, por meio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), realizou a Aula Inaugural do II Curso de Operações Especiais (COESP-PMAL), durante a manhã desta sexta-feira (16), no Centro de Convenções, localizado no bairro do Jaraguá, em Maceió.

A cerimônia foi presidida pelo secretário de segurança pública, coronel Lima Júnior; e contou com as presenças do comandante-geral da PM de Alagoas, coronel Marcos Sampaio; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas, coronel Adriano Amaral; do comandante-geral da PM do Maranhão, coronel José Pereira; do comandante do BOPE de Alagoas, tenente-coronel Lima Neto, além de diversas autoridades militares e civis.

Com 45 alunos inscritos, o curso possuiu militares dos estados de Alagoas, Acre, Amazonas, Sergipe, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins, como também três policiais rodoviários federais.

Durante os quatro meses de curso, os pretendentes a “Caveira” passarão por diversas instruções, visando o atendimento em ocorrências de alta complexidade, com a intenção de prepará-los para intervir em situações envolvendo reféns, patrulhamento rural e urbano de alto risco, operações aéreas com o incremento do paraquedismo para ações de comandos, operações aquáticas, rebeliões em estabelecimentos prisionais, tiro mediante estresse, além de atuar em ocorrências com artefatos explosivos.

Compõe o quadro de instrutores, militares do Exército Brasileiro, policiais e bombeiros militares de Alagoas e de outras coirmãs, todos com especializações em Operações Especiais, Salvamentos Especiais, Salvamento no Mar, Paraquedismo, Mergulho, além de Explosivos e Atirador Policial de Precisão (Sniper).

O coronel Marcos Sampaio aproveitou o momento para enaltecer a qualidade do curso.

“A polícia precisa ser equipada, mas também, é necessário investirmos neste tipo de conhecimento. Este treinamento capacita o policial para as atuações mais difíceis dentro da Corporação. O BOPE é a tropa de confiança do comandante-geral, então, o Caveira não tem hora, nem dia de folga, ele está sempre pronto e este nível de comprometimento precisa ser reconhecido” afirmou o comandante-geral da PM de Alagoas.

Histórico do BOPE

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), juntamente com o Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e o Regimento de Polícia Montada Dom Pedro I (RPMon), são as forças de reação do Comando-Geral, sendo destinadas a atuar em casos de graves perturbações da ordem, em ocorrências que extrapolem a capacidade de atendimento das Unidades de Execução Operacional das Regiões de Polícia Militar, ou que exijam o emprego de técnicas especiais.

A Unidade também desenvolve ações táticas de recobrimento dos batalhões de área, em situações em que são esgotados todos os meios disponíveis para a solução do fato delituoso ou na gestão de eventos de defesa social de alto risco.

As atividades de Operações Especiais na Polícia Militar de Alagoas iniciaram em 1976 com a criação do Pelotão de Choque; em 1988, o então tenente Francisco de Assis, foi indicado para frequentar o Curso de Operações Especiais na PM do Rio de Janeiro, se tornando o primeiro Caveira da PMAL. Hoje, a corporação alagoana possui 27 homens, dos quais, nove foram formados no próprio Estado.

0

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*